Minha História com a Rede Ebserh

“Se não tivesse levado meu filho para o HUL, o pior teria acontecido”

Quando eu cheguei no Hospital Universitário de Lagarto, meu filho não andava, não falava, estava praticamente desacordado, não levantava a cabeça. Nem chorar ele chorava mais. Fez exames e foi diagnosticado com encefalite autoimune. Depois do tratamento e dos medicamentos, ele já anda, já fala. Está com saúde se comparado a como ele chegou aqui.

Vir para cá foi a melhor medida. Já estava há três dias em um outro local de atendimento e a situação só se agravava. Devia ter trazido antes. Acho que se não tivesse tomado essa medida teria acontecido o pior, porque pela situação que ele estava não tinha como ter escapado não. Mas Deus me guiou até aqui e, hoje, meu filho é outro.

Desde o primeiro momento, fui bem atendida. Logo ao chegar na recepção, fui recebida pelo médico pediatra, que primeiro examinou meu filho, e logo o encaminhou para a Ala Amarela, onde ficamos por uns três dias. Fui bem atendida por todos durante estes quase 20 dias de tratamento: enfermeiros, médicos, o pessoal da nutrição e da limpeza que passa por aqui sempre.

Nem sei dizer quais e quantos foram esses profissionais, porque foram muitos. Tanto é assim que todo mundo vem aqui cumprimentar meu filho, conversar com ele. Fomos mesmo muito bem acolhidos e atendidos, e agradeço a todo mundo por isso.  Graças a Deus e a todo esse apoio, meu filho é outro hoje.

Maria Fernandes, 41aanos, lavradora
HUL-UFS/Ebserh

Sobre a Rede Ebserh

O HUL-UFS faz parte da Rede Hospitalar Ebserh desde dezembro de 2015. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Hospitalar Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.

Foto: Maria Fernandes ao lado de Erika Caires, médica do HUL-UFS

HUL - UFS